Em processo de formação de turma. Envie um e-mail para acupuntura.pimenta@hotmail.com e confirme interesse. Se você tem algum grupo interessado, basta comunicar.

Magnoterapia

A palavra significa aplicação para fins terapêuticos de um campo predominantemente magnético originado a partir de frequências altas e baixas.

 

A Magnetoterapia regenera as células lesionadas melhorando a cinética enzimática e repolariza as membranas celulares, além disso, produz uma ação anti-stress e promove uma aceleração de todos os fenômenos reparadores com nítida ação bio regenerante, antiinflamatória, anti edematosa, antálgica, sem efeitos colaterais. A Magnetoterapia é uma forma de fisioterapia que utiliza a energia eletromagnética é uma cura eficaz, segura e não invasiva. Os campos magnéticos interagem com as células promovendo a recuperação das condições fisiológicas de equilíbrio.

É indicada nos casos em que é necessário estimular a regeneração dos tecidos após eventos lesivos de natureza diferente. Os campos eletromagnéticos gerados promovem resultados seguros sem o recurso a nenhum medicamento.

 

Os benefícios da magnetoterapia:

 

Alivia a dor atuando como um analgésico potente;

Acelera os processos de cura;

Estimula as trocas celulares;

Melhora a oxigenação e a nutrição dos tecidos;

Reduz as inflamações;

Estimula a reabsorção dos edemas e melhora o fluxo capilar;

Regenera as células sem energia;

Atrasa o processo de diminuição da densidade óssea;

 

As vantagens da magnetoterapia:

 

Ajuda a atenuar as dores e as inflamações sem o uso de medicamentos;

É uma terapia não invasiva e segura;

Não provoca dor;

Tem uma ação antálgica;

Pode ser aplicada sem contra-indicações na maior parte das patologias;

Reduzem em 50% os tempos de recuperação de uma fratura;

 

Onde atua a magnetoterapia?

 

Sistema ósseo;

Sistema muscular;

Sistema respiratório;

Sistema nervoso;

Sistema circulatório.

 

Os efeitos da magnetoterapia podem ser classificados da seguinte forma:

 

Ação antiinflamatória

Ação estimulante do sistema endócrino

Ação anti edematosa

Ação antálgica

Reparação dos tecidos

Ação anti stress

 

A magnetoterapia pode produzir:

 

Um efeito curativo;

Um efeito analgésico;

Um efeuto estético

 

Magnetoterapia Energizante

 

As ondas magnéticas libertadas por um campo magnético positivo reforçam o corpo, aceleram os processos biológicos e fornecem uma energia dinâmica às células; portanto é particularmente adequado nos casos de debilidade muscular e lacerações, fraturas dos ossos e dos ligamentos, distorções, nas terapias de reabilitação, na cicatrização dos tecidos, etc.

 

Magnetoterapia como terapia específica sobre os orgãos internos

 

Sabe-se que cada organismo gera um campo magnético e está exposto a contínuos estados de atividade e de repouso, influenciados por estímulos externos que chegam através dos alimentos, bebidas, emoções, poluição ambiental e eletromagnetismo. Para a manutenção de um estado de saúde ótimo é necessário que este campos magnéticos estejam em equilíbrio, sobretudo porque qualquer distorção no campo magnético constante de um órgão por um período de tempo pode incidir negativamente sobre a funcionalidade do mesmo. O primeiro campo magnético com o qual o nosso corpo deve estar em perfeito equilíbrio é o campo magnético terrestre.

O nível fisiológico a magnetoterapia atua a nível celular repolarizando as células e reequilibrando a permeabilidade da membrana celular, onde as funções da célula são melhoram após uma maior utilização de oxigênio. De fato, de se aproximarem partes do corpo da esfera de ação do campo, as linhas magnéticas de influência atravessam completamente as partes em profundidade. Deste modo os íons no interior das células são influenciados pelas ondas e a alteração do fluxo potencial elétrico das células melhorando a transformação do oxigênio. Após o aumento da vascularização, aumenta a atividade biológica.

 

Eficácia da magnetoterapia

 

A Magnetoterapia quando atua nos campos magnéticos de baixa freqüência, interagem com as células, promovendo a recuperação das condições fisiológicas de equilíbrio.

Atuam ao nível das membranas celulares tornando-as mais receptivas. Isto conduz a restaurar o correto potencial de membrana que é fundamental para assegurar o aporte de nutrientes no interior da célula. Em nível de órgãos e estruturas anatômicas estes efeitos traduzem-se em analgesia, redução da inflamação, estímulo para a reabsorção dos edemas. Além disso, os campos magnéticos de baixa frequência têm um efeito especial de estimulação da migração dos íons Cálcio no interior dos tecidos ósseos, conseguindo promover a consolidação da massa óssea e promover a reparação das fraturas.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!